Programa de Aceleração da PPA é finalista em prêmio de soluções inovadoras

Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) foi uma das cinco finalistas da Chamada de Soluções Inovadoras, promovida pela rede SDSN (Soluções para o Desenvolvimento Sustentável) com o objetivo de selecionar as melhores iniciativas que ajudem a sociedade a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Nações Unidas.

Em segundo lugar na avaliação final do comitê técnico-científico, a PPA concorreu com o seu Programa de Aceleração de Negócios de Impacto, que no seu primeiro ano acompanha 15 empresas de impacto socioambiental na Amazônia e já encerrou a sua segunda chamada para receber novas empresas a partir deste ano. A iniciativa do Idesam ficou atrás apenas do projeto peruano “Gastronomia com sabor de preservação”, além de concorrer com ideias inovadoras do Equador, Bolívia e Colômbia.

Para Ana Carolina Bastida, da equipe de coordenação da PPA, participar de processos como esse da SDSN é essencial para o Programa de Aceleração, principalmente pela visibilidade que dada ao trabalho de apoio aos negócios. “Estamos no primeiro ano e receber esse reconhecimento dos resultados fortalece o programa e é um ganho para todos nós. Além disso, isso incentiva o fortalecimento do ecossistema de negócios de impacto para a Amazônia como um todo, pois quando falamos nesse setor, geralmente existem ações voltadas mais para o Sul e Sudeste, então a PPA traz esse olhar mais voltado para a região”, destacou Bastida.

Além de atender ao máximo os ODS das Nações Unidas, foram avaliados a relevância, caráter inovador, viabilidade financeira, escalabilidade e impacto atual ou em potencial. Agora, o projeto vencedor será apresentado na Conferência Internacional de Desenvolvimento Sustentável, em Nova Iorque, ainda este ano.

“Ficamos muito honrados com a seleção do Programa de Aceleração da PPA para esta final do processo da SDSN, um verdadeiro reconhecimento de que estamos no caminho certo. Fomentar o empreendedorismo sustentável e novos negócios na Amazônia é o caminho fundamental para resolver os problemas socioambientais mais urgentes da região”, ressalta Mariano Cenamo, coordenador da PPA e diretor de novos negócios do Idesam.

Um dos destaques da premiação também foi a Peabiru Produtos da Amazônia, empresa participante do Programa de Aceleração da PPA, que concorreu com seu projeto de meliponicultura em comunidades tradicionais no Pará e Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *