rAção+

Fabricar e comercializar ração para peixes a partir de matérias primas locais, reaproveitando parte de resíduos orgânicos gerados por outras cadeiras produtivas, gerando acesso a um produto com preço competitivo ao pequeno agricultor familiar. Esse é o objetivo da Ração +, criada por Ronaldo Santana de Almeida em Presidente Figueiredo, no Amazonas, em 2014. O público de interesse é o pequeno produtor de baixa renda na região.

Ronaldo é um empreendedor com experiência na criação de peixes, e começou o negócio para solucionar um problema que sentiu na própria pele: produzir ração para criar seus peixes. Cerca de 80% do custo da produção dos peixes estava na ração. Ronaldo testa a ração nas próprias criações de peixes, tendo como meta apoiar outros criadores na redução do custo de seus produtos.

Assim, a Ração + promove geração de renda a comunidades locais – reduzindo o valor da ração em relação ao mercado -, a reutilização de resíduos orgânicos descartados incorretamente no meio ambiente e a valorização dos produtos locais.

A empresa já possui experiência produtiva e de mercado, e atualmente está em processo de reestruturação, buscando adquirir maquinários, instalações, capital de giro e regularização jurídica e ambiental. O foco para fornecimento é a Região Metropolitana de Manaus

“A ração chega a 80% do custo da produção do peixe, e a nossa meta é proporcionar o uso de produtos mais naturais e reduzir entre 15% e 20% dos custos produtivos agregando materiais bons que são descartados no lixo. Estou buscando investir para chegarmos a 250 piscicultores da região. Hoje eu consigo produzir 700 kg por dia, vendendo a R$ 45 o saco de 25kg. O concorrente vende a R$ 50. O saco com proteína alta é vendido pela concorrência por R$ 130, e o meu sai por R$ 70”, diz Ronaldo.

RAIO-X

RAÇÃO+

CIDADE / ESTADO

PRESIDENTE FIGUEIREDO - AM

DATA DE FUNDAÇÃO

MAR 2014

NATUREZA NEGÓCIO

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL (MEI)

MODELO

B2C

TAMANHO EQUIPE

1 COLABORADOR

PATENTE

SEM PATENTE

FASE DO NEGÓCIO

PRÉ-ESCALA

SOBRE A EMPRESA

Fabricação e comercialização de ração para peixes com matérias primas locais, reaproveitando parte de resíduos orgânicos gerados por outras cadeias produtivas.

O QUE RESOLVE

Gargalos de acesso a ração a preço competitivo ao pequeno produtor familiar e destinação inadequada de resíduos orgânicos.

IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS POSITIVOS

Geração de renda a comunidades locais (ração para peixe até 20% mais barata que no mercado). Reutilização de resíduos orgânicos. Valorização dos produtos locais.

ODS

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

FOME ZERO E AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

TRABALHO DECENTE E CRESCIMENTO ECONÔMICO

CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS

VIDA NA ÁGUA

PRODUTO
Ração produzida a partir de produtos alternativos com foco nos produtores rurais da Região Metropolitana de Manaus e no meio ambiente.

RESULTADOS
O negócio ainda não gera receita.

IMPACTO

SINALIZA O PROPÓSITO DO IMPACTO?

ACOMPANHA O IMPACTO?

FUNDADORES

RONALDO SANTANA DE ALMEIDA